A importância do intercâmbio em língua inglesa para o estudante universitário brasileiro: principais modalidades e oportunidades

Autores

  • Linda Catarina Gualda Faculdade de Tecnologia de Itapetiniga
  • Aline Rodrigues Silva Faculdade de Tecnologia de Itapetininga

Palavras-chave:

Modalidades de Intercâmbio, Desenvolvimento pessoal e profissional, Língua Inglesa, Estudante Universitário, Língua Estrangeira

Resumo

Nos últimos anos a busca pelo intercâmbio tem aumentado consideravelmente e cada vez mais brasileiros desejam obter a experiência proporcionada através desta experiência, haja vista que o mercado de trabalho está valorizando cada vez mais a experiência do intercambista e a fluência no idioma vem como consequência. A Língua Inglesa desponta hoje como uma língua global, cuja utilidade vai muito além da turística. Como língua de contato, o Inglês é usado como meio de comunicação em diferentes contextos e, principalmente, nas relações comerciais com países que falam idiomas diversos. Daí emerge a necessidade em aquisição da Língua Inglesa para que o indivíduo possa estar inserido nesse contexto mundial e, acima de tudo, que seja capaz de interagir com ele. Sendo assim, a procura pelos intercâmbios em países falantes de Língua Inglesa vem crescendo nas últimas décadas em especial entre o público universitário que almeja uma formação mais capacitada para enfrentar o tão acirrado mercado de trabalho. Com isso, o perfil do intercambista brasileiro também vem se modificando, sua faixa etária, escolhas pelos destinos e tipos de programas. Nesse sentido, o artigo objetiva analisar as principais modalidades de intercâmbio em Língua Inglesa para adultos brasileiros com foco no mercado de trabalho, enfatizando as oportunidades para desenvolvimento pessoal e profissional. Realizamos pesquisa bibliográfica em artigos acadêmicos, materiais didáticos, livros e sites especializados em viagens e organismos nacionais e internacionais. Tratamos ainda da diferença entre aquisição e aprendizagem, além de discorrer sobre os principais aspectos que tornaram a Língua Inglesa um idioma de alcance global. Para isso, discutimos a importância do Inglês como Língua Franca, apresentando a definição de intercâmbio e o conceito de intercâmbio cultural, a fim de caracterizar o perfil do atual intercambista brasileiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ABIPE - IAESTE BRASIL. Manual programa de estágio iaeste. Associação Brasileira de Intercâmbio Profissional e Estudantil. Disponível em: <http://www.abipe.org.br/ upload/programaiaeste/00000196.pdf>. Acesso em: 17 nov. 2016.

BELTA ONLINE. Quem somos. 2016. Disponível em: http://www.belta.org.br/quem-somos/apresentacao.php>.Acesso em: 01. Nov. 2016.

CI – CENTRO DE INTERCÂMBIO. Site Oficial. English as a global language. 2016. Disponível em: https://www.ci.com.br/?utm_source=google&utm_medium =cpc&utm_campaign =_PESQUISA%20%7C%20INSTITUCIONAL&utm_ term=CI%20INTERC%C3%82MBIO_>. Acesso em: 17 nov. 2016.

CRYSTAL. D. English as a global language. Cambridge: CUP, 2003.

CULTURAL CARE. Au pair: o que precisa para ser? 2015. Disponível em: <http://www.culturalcare.com.br/trabalhando-como-au-pair/requisitos-para-ser-au-pair/>. Acesso em: 10 out. 2016.

ELLIS, R. Understanding second language acquisition. Hong Kong: Oxford University Press, 1997.

FIT INTERCÂMBIO. Work and travel. 2016. Disponível em: <http://www.fitintercambio. com.br/work-e-travel.php#.Vk0tx3arTIU>.Acesso em: 18 nov. 2016.

GUERRA, V. Explorando os processos subjetivos neste mode de se deslocar na pós-modernidade. Trabalho de Conclusão de Curso de para obtenção de título de Graduação em Psicologia. Universidade do Vale do Rio dos Sinos, 2007.

IE – INTERCÂMBIO. Site Oficial. 2016. Disponível em: <http://www.ie.com.br/curso-idioma>. Acesso em: 10 out. 2016.

INTERCÂMBIO E VIAGEM. Estágios IAESTE. Disponível em: <http://www.ci.com.br/ trabalhar-no-exterior/estagios/iaeste>. Acesso em: 17 nov. 2016.

KAFLER, Liliane Cacidoni. A internacionalização do ensino superior e o caso da universidade Anhembi Morumbi. Trabalho de Conclusão de Curso de MBA. Universidade Anhembi Morumbi (UAM), 2007.

KRASHEN, S. D. Second language acquisition. Mexico: Cambridge University Press, 2013.

MARIANO, F. Intercâmbio aí vou eu. São Paulo: Editora Alaúde, 2008.

McLAUGHLIN, B. Second-language acquisition in childhood. New Jersey: Hillsdale, 2008.

PHILLIPSON, R. Linguistic imperialism. Oxford: Oxford University Press, 1992.

SALÃO DO ESTUDANTE. Como realizar um intercâmbio. Disponível em: <http://www.salaodoestudante.com.br/>. Acesso em 05 nov. 2016.

SEBBEN, A. Intercâmbio cultural. Porto Alegre: Artes e Ofícios, 2007.

SILVEIRA, Éder da Silva. A contribuição de um projeto escolar para a educação intercultural: O “intercâmbio internacional estudantil Delta do Jacui/ Brasil e Mostazal/ Chile”. Dissertação (Mestrado em Educação), Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2008.

STUDENT TRAVEL BUREAL. Intership and trainee USA. Disponível em: <http://www.stb.com.br/intercambio-trabalho/internship-and-trainee-usa>. Acesso em: 18 nov. 2016.

TAMIÃO, T. O intercâmbio cultural estudantil: uma discussão sobre o diferencial trazido na “bagagem” do estudante. Artigo apresentado no VII Seminário da Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Turismo. Universidade Anhembi Morumbi – UAM, São Paulo, setembro de 2010, p. 1 – 14.

TRAVELMATE. Intercâmbio para o mundo. Disponível em: < http://travelmate.com.br/ programas/cursosnoexterior/?gclid=CjwKEAjwxJnNBRCMqNXM6vKAq1wSJADxf_5B_S7HTKfOics9pPsEOHbsSA-SWjixZ6ITxkOAgpn8rxoCdSPw_wcB>. Acesso em: 04 out. 2016.

Publicado

2019-10-01

Como Citar

GUALDA, L. C.; SILVA, A. R. A importância do intercâmbio em língua inglesa para o estudante universitário brasileiro: principais modalidades e oportunidades. Revista Processando o Saber, v. 11, n. 1, p. 102-116, 1 out. 2019.